quarta-feira, 4 de março de 2009

Detalhe do grenal

O segundo é decisivo.
O olhar determina os destinos.
Bola alçada! A solidão encontra de frente o goleiro gremista. A morte não se deu no peito de índio, a gravidade não quis. A bola subiu e foi aí, que incrédulo, diante da realidade, Victor ao invés de dar um passo a frente, vai para trás. Medo e pânico! Ainda assim, havia tempo, era o momento de acreditar, pois a pelota ainda picava no chão, depois de uma eternidade suspensa no ar. Ao invés de dar um passo à frente, Victor olha sem virar a cabeça para o bandeirinha: nesse segundo se deu sua morte! No sentido de tirar o olhar da situação, o que antecedeu a explosão da bola na chuteira, ouvida por todos. Uma bomba no peito e a alegria nas redes.

Moralzinha dessa história: Quando a merda pegar pesado para cima de você, dê um passo para a frente, o ângulo de possibilidade da tragédia acontecer diminui.
Moralzinha II: Se é preciso realmente frear, tu não vai olhar primeiro para o "vidro retrovisor".

P.s. Agora o clássico será chamado de frenal (freguês X Internacional)




4 comentários:

fale com ela disse...

Eu sou flamenguista, viu?! Só vim aqui elogiar o texto, adorei as moralzinhas. :)

Anônimo disse...

hahahaha!!! Frenal! Muito bom!
Simone K.

Lucho disse...

Dalhe colorado!

É o primeiro texto teu que leio.
Te encontrei pelo blog do Fabrício Carpinejar.

Adorei as palavras. Mostra um alguém que presta atenção nos fatos da vida.

Parabéns!

marcelo disse...

Gracias! Fica o meu sempre bem vindo.