quinta-feira, 15 de abril de 2010

Do filme "à procura de eric"


"a vingança mais nobre é o perdão"


Um diálogo entre eric Cantona, um famoso jogador de futebol e Steve, um carteiro que é seu fã.

Steve-Qual foi o momento mais marcante de todos?
Eric -Não foi um gol.
Steve -Tem que ser um gol! Tenha dó. Último minuto, final da FA Cup contra o Liverpool.
Beckham cobra escanteio. O goleiro sai. E espalma. Ela atinge seu peito, você coloca no chão e chuta forte.
Pancada direto na rede!
-Não.
Wimbledon. Tem que ser Wimbledon. Você está indo na direção da bola.
A bola está vindo.
Calculando a trajetória dela, o ângulo. O giro dela.
Para onde o vento está soprando.
A velocidade do vento. Tudo.
Você estica o pé direito.
Domina à meia altura.
Manda a bomba com o pé.
E enfia lá dentro.
O voleio mais perfeito do mundo.
E já era. É gol.
Tem que ser um gol, Eric.
Eric-Foi um passe.
Steve- Um passe?
Eric - É.
Steve- Meu Deus. Para Irwin contra o Spurs. Sim! Lindo.
Eric- Eu sabia como ele era talentoso. Pé esquerdo ou direito. Foi um reflexo.
Só dei um toque com o lado do pé. Surpreendeu a todos.
Ele sabia o que fazer com a bola e me emocionei.
Um presente. É como uma oferenda ao Grande Deus do Futebol.
Steve- E se ele tivesse falhado?
Eric- Você tem que confiar nos seus colegas de time. Sempre. Se não, estamos perdidos.
Tudo começa com um passe bonito.

2 comentários:

Nádia Lopes disse...

"Você tem que confiar nos seus colegas de time"...é, a gente tem que confiar e tocar a bola pra frente...beijoooo

Dani disse...

que bonito!