domingo, 17 de maio de 2009

Ludwig Wittgenstein


As pessoas pensam que os cientistas existem para instruí-las e os poetas, os escritores, os músicos, os dramaturgos e os outros artistas, para lhes dar prazer. Não ocorre às pessoas que estes últimos também têm muita coisa a lhes ensinar.
Foto: peça "Sonho de um homem ridículo", baseado no conto homônimo de Fiodór Dostoievski, com Celso Frateschi , direção de Roberto Lage. Eu ví essa peça!!!!! Me ensinou muito!

6 comentários:

Nadia lopes disse...

uiiii....ou se aprende vivendo ou se sabe...e "saber e não fazer ainda é não saber"...
beijo

marcelo disse...

Boa Nádia!!!
Beijo

Wania disse...

Marcelo, teu blog tá cada dia melhor!
Coisa boa poder compartilhar estes momentos contigo.
Para retribuir isso tudo, tem um presentinho (selinho) lá no meu blog pra você. Sinta-se à vontade para pegá-lo ou não, mas a homenagem é de coração!!
Bjão.

james p. disse...

Marcelo,parabéns pelo blog!Passo a segui-lo com atenção.Grande abraço do James.

Luciane disse...

poemas, musicas, devaneios, xingamentos. Qualquer coisa que seja, mas publica aí! Beijos!!!

marcelo disse...

Não sai nada! Bloqueou total... Estou em fase de total introspecção... Mas um dia eu volto.