domingo, 23 de agosto de 2009

De pijama

Espio o sol pela fresta,
ao lado, um copo de sono,
fico em dúvida,
cartões empilhados,
nomes, função, endereços, fotos 3X4
meu passaporte está vencido,
preciso de segundas vias,
uma terceira vida,
vou sair do quarto.

8 comentários:

Wania disse...

Marcelo...
Primeiro, a-d-o-r-e-i!
Segundo, como a gente tem coisa pendentes a fazer!
Terceiro: não seria nada mal uma vida a mais!
Quarto, estás coberto de razão...o dia tá lindo lá fora, troca o pijama e aproveita este sol!

Muito bacana!
Bjão

Kenia Cris disse...

Maravilha de poema e decisão importante. Saia sim do quarto e vá ver a vida besta de perto. Beijo carinhoso querido!

Elza del Castilo disse...

Se o amor inventado pudesse ser sentido de verdade e duradouro, acho que a solidão não existiria, nem a tristeza e tudo seria feliz. Pode ser confortante ter um amor assim, isso me lembrou até uma frase:''Se a realidade nos alimenta com lixo, a mente pode nos alimentar com flores'', mas ele não é completo e isso dói, mas a vida continua, o trânsito tá aí.

Beijo.

Talita Prates disse...

Hahaha, que legal! Muito criativo! =)
Bjo!

marcelo disse...

Brigado Wania! Realmente as pendências parecem não ter fim. Pelo menos não são monetárias.
valeu Kenya! Bjo carinhoso p ti tb!!
Valeu Elza!! Beijo!
Gracias Talita!

Luciane disse...

ADOREI! Tambem vou sair do meu quarto. AGORA!

João disse...

Vou tomar o copo...

marcelo disse...

Saindo do quarto e não indo para o quinto... dos infernos tá bem!!huahauha
Bebe e dorme Johny, que tu precisa desse copo. hehehe!