domingo, 21 de junho de 2009

Domingo

Acordo cedo,
apesar do cansaço, alimento meus peixes,
eu só preciso reconhecer.
Acordo cedo,
queria esconder as lâmpadas.
Cabelos arrumados me assustam.
Acordo cedo,
descubro tintas secas na geladeira,
dia de limpar,
entender o que não alimenta mais.
Acordo cedo,
apesar do cansaço,
uma vontade de não dormir nunca mais, cócegas no precipício da língua.
Vou para a rua com uma cantiga de amor pendurada,
preciso aprender a me ajoelhar e levantar, sei empurrar meus pés.
Me dou a mão e visto minhas lentes.
Daí entendo porque as missas acontecem aos domingos.

2 comentários:

Luciane disse...

Marcelo que coisa mais linda! Esse teu post é que devia ser considerado uma oração! Beijo!

fale com ela disse...

Putz. Muito bom.
E olha que eu sou bem chatinha pra ficar dizendo isso por aí. Mas tá muito bom.
"dia de limpar a geladeira,
entender o que não alimenta mais"

"Entendo porque as missas acontecem aos domingos"

:)